Já leu os nossos guias mais recentes?

Publicamos regularmente guias para viajar no Japão, os quais estão acessíveis gratuitamente através do nosso parceiro: o site Japantravel. Os guias mais recentes são sobre festivais dedicados à arte e têm em comum o facto de estarem ligados ao cultivo do arroz. Há tantas experiências fabulosas à sua espera no Japão! Se quiser saber mais contacte-nos: umlongoveraonojapao@gmail.com

Siga para a página do Japantravel para ler o guia “Campos de arroz como nunca os viu!”. 

Este guia irá dar-lhe toda a informação que precisa para visitar um lugar muito especial, onde se realiza uma forma de “landscape art” única. O Festival Inakadate Tambo Art é uma expressão extraordinária de como é possível desenhar com plantas vivas, atraindo assim visitantes nacionais e estrangeiros a uma pequena localidade rural.

Siga para a página Japantravel para ler o guia “Terrível ou Belo? Escolha o seu gigante de palha!”

Neste guia ficará a conhecer o Festival Wara Art, no qual se usa uma matéria-prima que é normalmente considerada um desperdício – a palha de arroz – para fabricar artesanalmente impressionantes mega-esculturas de animais, as quais ficam durante o Verão a adornar um parque em Niigata.

Depois de ler estes guias esperamos os seus comentários, que podem ser feitos na página do Japantravel ou para o nosso email.

Sobre o que é que gostaria de ler a seguir?

Pôr o projeto em campo e outras estórias

No passado dia 20 de Abril, a convite da Professora Manuela Alvarez e com o apoio da Professora Filipa Alvim, apresentei uma palestra numa das aulas da unidade curricular de Projeto, no Mestrado de Antropologia Médica do Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra. Esta sessão, apesar de ser pensada sobretudo para os alunos desse Mestrado, foi aberta a toda a comunidade académica. A apresentação que serviu de suporte a essa palestra está agora aqui disponível.

 

30546411_2030696897203806_496494803_o

Colóquio Internacional

Amanhã, em Lisboa, vai realizar-se o primeiro Colóquio Internacional de Estudos Japoneses em Portugal dedicado especificamente à relação entre a Era dos Descobrimentos e as problemáticas da Globalização. O acesso a este colóquio é totalmente livre e gratuito, e não se limita a alunos da instituição de ensino no qual o mesmo se realiza. Noto ainda que estarão presentes, pela primeira vez em Portugal, nomes muito relevantes no panorama académico japonês.

coloquio cham

coloquio cham 2

Para aceder ao cartaz em PDF: Cartaz_CrossroadsCulturesFirms

Quanto à minha comunicação, agendada para as 15.30h, revelo aqui no blog o seu resumo.

Challenges in Identity and Territory:

from the visual culture of memory to the status of “heritage”

Key Words: Identity, Territory, History, Religion, Tourism

Core concepts in Western Philosophy such as Identity, Memory and History have never been considered to suit phenomena taking part in Japan as much as Japanese ideas about living treasures, reconstructing monuments and non-linear time have been scarcely used in arguments about European or even American culture. However, as the logics of cultural management and territory planning took a turn to a more global frame – the so called “glocal” issue – the need to reflect upon new problems made scholars and professionals seek out-of-the-ordinary schemata, questioning frontiers between disciplines and academic traditions. Fields of research that used to be very far from each other, anthropology and art history in one hand, international relations and politics in the other, found themselves face to face in more than one particular type of “heritage”. The visual culture of both places and people got intertwined with tourism practices to the point of being necessary to discuss what the commodity is and what is the identity, not neglecting the ability to “imagine” a community but going beyond that: finding strategies to develop low-populated regions, deal with aging, keep the pace in security challenges, take a grasp on religious narratives and crate a safe environment for native or foreign minorities.

Mergulho Nipónico

Para “apimentar” o canal de youtube criei uma nova série de pequenos vídeos. Ok, o primeiro é uma espécie de “dois em um” e por isso tem quase meia hora, mas os outros vão ser mais curtos, prometo!

Não me esqueci do “Momentos Matcha” mas isso requer fazer coisas ao ar livre e o clima tem estado péssimo… Tanto o “Momentos Matcha” como o “Mergulho Nipónico” ser publicados com regularidade durante o Verão, quando as actividades de workshops e cursos estiverem interrompidas. Não vos ía deixar sem nada para fazer, não é?

A antecipação do lançamento da série “Mergulho Nipónico” deveu-se a um desafio que me lançaram da parte da Escola Superior de Educação de Coimbra, pois um grupo de alunos vai realizar um evento com cultura japonesa amanhã e eu passei estes últimos tempos a ajudar nos preparativos. Este primeiro Mergulho Nipónico terá a sua estreia com audiência nesse evento, o que é sempre mais interessante porque me permite ver a reacção das pessoas (enquanto o youtube é uma espécie de “mandar para o espaço” e nunca sei bem se gostam ou não…). Também lá vou estar claro, a proporcionar momentos de degustação, com os meus bombons de Matcha e com chás variados, mas como é um evento dentro da Escola não poderei fazer uma reportagem extensa.

Apresento-vos o primeiro “Mergulho Nipónico”: podem ver aqui .

Estes vídeos abrem com um toque de comédia e surrealismo, e depois continuam com uma colagem de vídeos de reputação impecável e conteúdo aprovado – por mim pelo menos. O meu trabalho consistiu essencialmente na selecção, edição, montagem e colocação de legendas em português. O objectivo foi criar conteúdos de boa qualidade e que possam realmente ser usados como suplementos pedagógicos, nomeadamente para serem vistos em aula e comentados entre os professores e os alunos. Também por isso foram legendados, já que os alunos mais novos não são necessariamente proficientes em inglês, e muito menos em japonês.

Os primeiros quatro Mergulhos Nipónicos já estão feitos, mas aceitam-se sugestões e pedidos de temas para os próximos. Já sabem, é só escrever para umlongoveraonojapao@gmail.com

Entrevistas a Cosplayers

A Mostra Nacional de Banda Desenhada trouxe a Coimbra o mundo da BD, da animação e do cosplay. Aproveitando a oportunidade para ficar a conhecer melhor quem se dedica a esta arte fui visitar a Mostra munida de câmara e tive a sorte de encontrar os cosplayers mais simpáticos do mundo!

Veja a primeira parte das entrevistas aqui. A segunda parte está aqui. E em breve irei publicar mais!