Colaboração com site Japantravel.com

japantravel logo japantravel loco letras

O site japantravel.com é um portal multilingue que concentra toda a informação sobre turismo no Japão, e não só! Também tem informação sobre experiências, actividades, festivais, gastronomia, galerias de fotos, etc. O portal tem ainda uma versão em língua portuguesa.

Ao contrário dos websites de agências governamentais ou autoridades regionais, que têm as suas próprias agendas, este site é feito por colaboradores independentes, preferencialmente residentes no Japão ou que já tenham aí estado, tanto japoneses como não-japoneses. Todos os artigos publicados passam por uma revisão e têm se ser suportados pela equipa editorial, constituída por profissionais.

A colaboração da autora do projecto cultural e pedagógico “Um longo Verão no Japão” com este site visa realizar traduções de artigos relevantes e também artigos originais em língua portuguesa, sobretudo pensados para melhorar a experiência do visitante português no Japão, com foco nos conteúdos de cultura, história e arte. Desse modo, apesar de ser uma iniciativa em nome individual, não está distante dos objectivos fundamentais deste projecto: aproximar os portugueses e os japoneses através do conhecimento mútuo, a partir da investigação na área do património cultural.

Os artigos são redigidos sem suporte de patrocinadores, ligação com instituições, sítios ou marcas que eventualmente nele sejam referidos (se o forem, reflectem apenas a impressão subjectiva do seu autor e não representam contrapartida alguma). Cada autor tem os seus próprios critérios para associar os seus artigos a outras áreas de criação  e actividade, embora os artigos publicados no japantravel.com em si mesmos sejam artigos não remunerados. Portanto os princípios do projecto cultural e pedagógico “Um longo Verão no Japão”, que sempre foi e será uma iniciativa sem fins lucrativos, estão igualmente em sintonia com esta nova colaboração.

Os dois primeiros artigos originais estão já disponíveis: uma apresentação da cidade de Kobe e de um itinerário para a visitar.

Também está disponível a tradução de um artigo original de Tomoko Kamishima, dedicado aos Jardins e Casa de Glover em Nagasaki, e que pode ler – agora em português –  aqui.

O papel das humanidades para o crescimento económico

japan-times-liberal-arts

Os jovens recém licenciados no Japão também enfrentam problemas como estágios de escravatura, formações profissionais extras que nunca mais acabam, precariedade (no sentido em que os contratos já não são seguros e os primeiros anos de salário nem chegam para sair de casa dos pais), e claro, desemprego. Mas, nesse panorama, uma conclusão a que alguns japoneses e também estrangeiros residentes no Japão já chegaram foi o seguinte: o crescimento da economia não pode fazer-se enquanto continuarem a ignorar o campo das ciências sociais e humanas, o da arte e o da cultura.

Em Portugal ainda nem sequer se chegou a essa conclusão… Eu (e uns poucos) andamos a “pregar aos peixes”…

No Japão praticamente não há “tradição” de estudos artísticos de cariz humanista e filosófico, a antropologia é um “alien” e a filosofia é “exótica”. A nação que deu ao mundo pérolas de cultura como a Cerimónia do Chá e a poesia Haiku menosprezou a sua própria fonte de vida.

E por aqui, vamos repetir o mesmo erro?

Leiam este artigo no Japan Times que vale mesmo a pena.

 

 

Novo artigo no BPJS

bpjs

Foi publicado um artigo meu (de 2011) no BPJS, no volume nº 1 de 2015, que por motivos de orçamento e edição só foi tornado público agora. Por vezes mesmo aquilo que já nem tínhamos esperança que visse a luz do dia finalmente aparece… Por causa deste processo demorado devo acrescentar que as ideias do artigo já não estão 100% actualizadas. A investigação avançou mais e algumas questões foram revistas. Ainda assim, na sua abordagem geral, continua a reflectir a minha base de trabalho: não dar um termo por garantido e pôr sempre questões ao COMO e ao PORQUÊ de cada coisa. Se pretender ler o artigo ele é de acesso gratuito através do site da revista.

Referência bibliográfica:

Matos, Inês Carvalho (2015) “Namban Labyrinth” , Bulletin of Portuguese / Japanese Studies, 2ª série, vol. 1, 77-108.

Para comentar, citar ou integrar num website, por favor escreva para umlongoveraonojapao@gmail.com

Informações sobre a revista:

O Bulletin of Portuguese / Japanese Studies (BPJS) foi lançado em 2000 como um jornal interdisciplinar de humanidades e ciências sociais, pelo então Centro de História de Além-Mar da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. É uma publicação em língua inglesa, a única em Portugal dedicada aos Estudos Japoneses, e encontra-se indexada na ABX-CLIO, AERES, CARHUS Plus, CIRC, classifICS, ERIH Plus, MIAR, RedALyc, SHERPA/RoMEO, etc. O volume nº 1 de 2015 é o primeiro volume de uma nova fase do BPJS, com edição exclusivamente digital, sendo o painel editorial encabeçado pela Professora Doutora Alexandra Curvelo.

Pode aceder ao PDF do artigo aqui.

 

要旨

本稿では、いわゆる美術品と総称される可動性芸術遺産に適用される用語「南蛮」の起 源の再考を試みる。様式的、史的、文化的、等のジャンルの分類の基礎となる理論的・ 方法論的なアプローチを通じ、ポルトガルとポルトガル以外に存在する「南蛮」につ いての見解の潮流を比較し、その際だった差異を検証する。南蛮芸術を論じる際、芸術 としての認識に始まり、その美術作品が伝える内容、さらに付随する価値に至るまで、 複雑な迷路をさまよう感覚に陥る。本稿では既成された観念形態的な設定の解体を試み る。同時に、ポルトガルでの南蛮芸術に関する研究において、通常は考慮されることの ない(沈黙が保たれていたり、受け入れられずにいる)品々についても検討する。具体 的には、沈黙が保たれている対象がキリシタン殉教を描く作品類であり、受け入れられ ずにいる対象とは踏み絵を指す。それに加え、国際的美術品市場および21世紀に入り発 表され世界の広範囲に広まる論説でなされる偽りの価値も、南蛮美術史に関して本稿で 試みるような再評価を構築する要因となっている。その結果、美術史、美術地理学、形 状の移行についての文化研究、および「異種」の描写についての文化研究といった複数 研究分野の境界的領域に学際的研究分野が現れる。本稿は、人類が初めて経験するグロ ーバル時代に生み出され、植民地独立後の現代性の中で管理されるインパクトの前兆と なる作品の創造という観点における研究テーマとしての南蛮美術の紹介を試行する。

PDFのリンク