A carta das notícias e o sótão mais japonês de Coimbra

Desde Janeiro deste ano que o projecto cultural e pedagógico “Um longo Verão no Japão” encontrou finalmente um sítio onde pode desenvolver as suas actividades, muito embora a itinerância não seja um mal em si mesmo e estejamos ainda disponíveis para ir a todo o país se nos pedir. Fomos acolhidos pelo Condomínio Criativo, na Casa das Artes da Fundação Bissaya Barreto, pelo que podemos usar este maravilhoso espaço para os nossos eventos e workshops. Se tem pedidos e propostas diga-nos, pois gostaríamos de tornar a nossa programação o mais adequada possível ao nosso público. Se representa uma escola ou uma associação cultural e está à procura de formação para professores ou de programação cultural, solicite a lista de temas disponíveis e gratuitos. Também pode receber por email a newsletter, onde ficará a saber o que temos programado para os dois meses seguintes.

A partir da newsletter que foi hoje divulgada destacamos o seguinte:

Colaboração entre a chef Joana Gonçalves, do “Sabor em Casa”, e Inês Carvalho Matos, investigadora em estudos japoneses. partir de 4 de Março, nas matinés habituais de sexta-feira (das 18.30h em diante) na Casa das Artes também poderá experimentar alguns petiscos típicos do país do sol nascente. Av. Sá da Bandeira, 83; para quem conhece um pouco a cidade fica apenas algumas portas acima do Avenida. 

Estamos a receber inscrições para quem esteja interessado num curso de língua, arte, história e cultura japonesas. Diga-nos quais as suas possibilidades de horário e quais os seus interesses. Se reunirmos pelo menos cinco candidatos poderemos abrir uma turma quando começar o próximo ano lectivo japonês, em Abril. As aulas seriam dadas por professores especializados em cada uma das matérias, numa frequência semanal, tendo cada aula 90 minutos. Agradecíamos um donativo de 25 euros mensais, para compensar a deslocação dos professores convidados, a despesa com os materiais e o espaço. Este valor incluí ainda a participação nos eventos de cultura japonesa que se organizam regularmente na Casa das Artes sem pagar a referida inscrição (até um por mês).

No mês de Março retomamos o tema da caligrafia japonesa com o workshop “Desenhar Provérbios – introdução ao kanji, parte II”. No sótão da Casa das Artes, na sexta-feira 11 de Março, das 18.30h às 20h. Esta será uma sessão sobre a sabedoria e alegria dos provérbios japoneses, para praticar a arte da caligrafia. Todos podem participar, quer tenham estado na primeira parte da introdução ao kanji ou não. Nesta sessão terão a oportunidade de escrever alguns provérbios japoneses em kanji, cada um ao seu ritmo, com lápis, caneta ou pincel. Além disso, aprenderemos também a lê-los, pronunciando e escrevendo a sua leitura fonética em hiragana. Este evento é gratuito mas, por uma questão de lotação da sala, agradecemos a sua pré-inscrição.

 

 

 

STOP à apropriação indevida da propriedade intelectual

Como autora de artigos que estão em sites e blogues, e ainda mais como autora de vídeos que publico no meu próprio canal do youtube, tenho tido, infelizmente, algumas surpresas desagradáveis no que diz respeito à apropriação indevida da propriedade intelectual. Por isso vou esclarecer alguns pontos: um texto/vídeo publicado num website ou num blog não é um texto/vídeo de todo e de qualquer um, é da autora e eventualmente do serviço de publicação (se foi comprado), e portanto não pode ser colocado no todo ou em parte noutro website, artigo, blog, etc, sem que a autora seja explicitamente citada e mesmo assim a autora tem que dar autorização quando a citação incluí materiais visuais e audiovisuais.

Num blog chamado “Alma Lusa” vi publicado um dos meus vídeos – que trata da chegada dos portugueses à ilha de Tanegashima e introdução das armas de fogo – como “ilustração” de um texto totalmente alheio ao meu vídeo, e que por isso prejudica a sua leitura como sendo a minha obra original e a minha apresentação do assunto. Escrevi um comentário para esse blog que aqui transcrevo:

Caro Sr. /Cara Sra. gestor do blog Alma Lusa. O vídeo “A chegada dos portugueses ao Japão (…)” colocado na notícia de 20.07.2015 neste blog é da minha autoria. Eu, Inês Matos, criei este vídeo de origem, usando apenas um pequeno excerto do documentário do Francisco Manso, que me foi cedido pelo próprio, mas para além desse excerto usei outras imagens. Sou também a autora da narração total e integral deste vídeo. Não tendo sido informada da publicação do mesmo agradeço que retirem imediatamente este vídeo deste blog ou, em alternativa, façam uma proposta para terem direito de publicação. Sou investigadora em estudos japoneses, autora de livros e artigos e a minha actividade profissional é escrever sobre o Japão. Portanto não podem usar um produto que é minha propriedade intelectual no vosso blog. Aguardo o vosso contacto amigável nos próximos dias pois vou considerar de boa fé que se tratou apenas de um lapso. Atentamente, Inês Carvalho Matos – projecto cultural “Um longo Verão no Japão”, 21.07.2015

Professor Marcelo Rebelo de Sousa recomenda livro “Património de Cristianismo no Japão”

Na sua participação semanal na síntese informativa da TVI o Professor Marcelo Rebelo de Sousa tem apresentado os livros que recomenda, de acordo com a sua preferência pessoal. No passado dia 5 de Abril o Professor apresentou o livro “Património de Cristianismo no Japão”, o qual foi lançado por Edições Vieira da Silva a 30 de Janeiro deste ano.

A autora, Inês Carvalho Matos, agradece.

http://www.tvi.iol.pt/programa/comentarios-marcelo-rebelo-de-sousa/4529/videos/128762/video/14274321/1

Pode ver a secção sobre livros recomendados a partir dos 19:00 minutos do vídeo.