Curso intensivo

FB_IMG_1528187292315

Estamos a receber inscrições para o Curso Intensivo de Introdução à Língua Japonesa, o qual irá decorrer no mes de Julho.

Se quer fazer a inscrição em nome do seu filho/a, indique no e-mail a idade do/a menor e certifique-se que reúne as condições para participar.

Informações e inscrições por e-mail: umlongoveraonojapao@gmail.com

 

Primeiro “Vamos Japonicar!” em Portugal

No passado dia 26 de Maio realizámos em Coimbra o primeiro “Vamos Japonicar!” em Portugal.

O nosso evento teve como base o modelo oficial da Japan Foundation, pólo de Madrid, a qual nos deu informação e autorização para concretizar o “Vamos Japonicar!” do sábado passado. O modelo espanhol tem o título “¡Vamos a nihonguear!”, e por isso a versão em Portugal ficou com o título “Vamos Japonicar!”. Para saber mais sobre o “¡Vamos a nihonguear!” consulte a página oficial .

Apesar de termos de respeitar certos parâmetros, a verdade é que foi necessário fazer várias adaptações para que o evento fosse bem sucedido no contexto português. Desde logo o alinhamento das actividades é uma criação original nossa, pois para além de darmos um tema geral – férias de Verão – também criámos actividades específicas e sequenciais para fazer ao longo das duas horas de duração do evento. A parte de conversação orientada foi aqui muito mais trabalhada, já que os alunos tinham três etapas de conversação diferentes: primeiro sobre o jogo da karuta e as expressões lidas a partir do jogo; segundo sobre os lugares que mais gostavam na cidade e região (conversando portando dos seus interesses e hábitos); terceiro sobre que lugares e actividades seriam ideais para planear de um dia de férias (a última actividade consistia na criação de um plano para um grupo de pessoas e com um orçamento pré-definido).

O facto de realizarmos este evento em Coimbra e portanto de termos uma maioria de participantes da região, também influenciou o modo como coordenámos o evento. Quase 100% dos participantes eram estudantes da Universidade de Coimbra, tanto os japoneses que estão por cá a fazer o curso de língua portuguesa para estrangeiros como os portugueses que são ou já foram nossos alunos nos programas de língua japonesa. Contudo o evento foi aberto a toda a sociedade, e se pudermos vir a realizar mais iremos manter a porta aberta para participantes de todas as idades e proveniências, desde que com o nível A1 já realizado.

Este foi mais um evento sem fins lucrativos, no qual tanto eu (Inês Matos), como a docente de língua japonesa (Ayano Sensei) trabalhámos voluntariamente e de modo independente de qualquer instituição. O preço de entrada (que não era obrigatório, já que vários estudantes com necessidades económicas entraram sem pagar) era apenas dois euros por pessoa, para cobrir a despesa do aluguer da sala. Naturalmente estamos muito satisfeitas com o evento, pois teve grande adesão – 25 participantes! – e proporcionou a oportunidade de estes dois grupos de pessoas se conhecerem e poderem no futuro continuar a aprender a língua uns dos outros e a respeitarem as diferenças de cultura e mentalidade uns dos outros.

A todos os que estiveram presentes, e que com a sua boa-disposição, tolerância, simpatia e amizade tornaram este evento uma verdadeira ocasião de partilha e de crescimento, estamos profundamente agradecidas!

 

 

Aulas de língua japonesa de Abril a Junho

Este post foi editado a 28-03-2018 de modo a incluir alterações de agenda, as quais foram motivadas pelo cancelamento dos grupos A e B de língua japonesa. 

O calendário de aulas para o grupo C (intermédio) é o seguinte:

entre as 21h e as 22:30h, sextas-feiras

Abril: 6, 13, 20 e 27; Maio: 4, 11, 18 e 25; Junho: 1, 8, 15 e 22

Total de aulas previstas neste trimestre: 12. Valor: 120 euros.

As inscrições para as aulas deste trimestre com os valores acima indicados decorrem até ao dia 5 de Abril, considerando-se imprescindível para o registo de inscrição o envio de comprovativo de pagamento para este email: umlongoveraonojapao@gmail.com.

Os alunos do ensino superior com dificuldades económicas poderão inscrever-se liquidando o mínimo de 50% no acto de inscrição, sendo o restante 50% necessariamente liquidado até ao dia 4 de Maio.

Para inscrições recebidas depois do dia 5 de Abril o valor da contribuição trimestral é calculado a 15 euros por aula (em vez de 10 euros).

Todos os interessados em integrar estas aulas e que não sejam ainda alunos do nosso programa poderão solicitar diagnóstico (gratuito).

Planos para o Verão

Ao longo deste ano lectivo temos recebido vários emails de pessoas que gostariam de integrar as aulas de língua japonesa ou que, contactando-nos em nome dos seus filhos, gostariam que estes tivessem aulas de iniciação. Contudo, estando o ano lectivo já a decorrer, torna-se impossível integrar estes alunos, especialmente porque se encontram no nível básico ou mesmo sem alguma vez terem tido aulas de japonês. Infelizmente apenas nos foi possível criar uma turma nova a meio do ano, que foi a de japonês intermédio, porque se constituiu um grupo com número suficiente de interessados (6 alunos) e que estavam todos aproximadamente no mesmo nível. Apesar disso, como não gostamos de desiludir ninguém, ficámos a pensar em como seria possível corresponder aos pedidos que recebemos.

Muitos desses pedidos eram de pessoas que não residem em Coimbra, por isso a marcação das aulas tinha de ter isso em conta (a deslocação, e eventualmente a coincidência com períodos de férias). Então, finalmente, conseguimos criar um modelo de curso intensivo que – esperamos – venha a corresponder às necessidades de tantas pessoas que anseiam por mergulhar na língua japonesa com o apoio de um professor especializado. Por vezes, sobretudo no caso dos mais novos, as “aventuras” na aprendizagem do japonês começam na manga/anime e em memorizar hiragana, katakana e algumas frases, mas sem a orientação de um professor não se consegue progredir muito, e frequentemente adquirem-se hábitos que são mesmo contraproducentes para vir a conhecer e usar bem a língua japonesa.

Neste curso intensivo pensámos especialmente naqueles que querem tirar o melhor partido do seu tempo, concentrando as aulas em blocos de três horas, todas no mesmo dia: aos sábados. Também pensámos que, ao fazer as aulas aos sábados à tarde, estas estariam acessíveis tanto aos que estão em férias escolares como aos trabalhadores.

A nossa sala de aula receberá bem qualquer aluno, de qualquer idade, porque as aulas serão conduzidas pela nossa professora que tem experiência neste tipo de turmas mistas e que é natural do Japão.

Mas não é por concentrarmos as aulas aos sábados que o resto da semana é inteiramente de “férias”, pois o que seria um curso intensivo sem orientação para estudo intensivo também? Esperamos que, com os módulos de tarefas e os materiais pedagógicos que vamos dar os alunos, possam progredir bastante de semana a semana. Aliás, podemos garantir que, para quem aproveitar ao máximo o que este curso tem para oferecer, poderemos integrá-los nas aulas regulares de língua japonesa já do próximo ano lectivo, a partir de Setembro. Por isso este não é só um curso intensivo, é a porta de entrada para o caminho, devidamente orientado, na aprendizagem completa da língua e cultura do Japão.

As aulas terão lugar todos os sábados de Julho: 7, 14, 21 e 28, das 15:30h às 18:30h, no Instituto Universitário Justiça e Paz (no pólo 1 da Universidade de Coimbra).

As inscrições estão abertas até dia 15 de Junho ou até que se esgotem as vagas disponíveis.

Para se inscrever, por favor envie email para umlongoveraonojapao@gmail.com com o assunto “curso intensivo” e indique o nome, idade, localidade de residência e número de pessoas que se desejam inscrever (e o nome, idade e local de residência de cada uma delas). Receberá, em resposta a esse email, a referência para transferência bancária.

Solicitamos a contribuição de 120 euros por pessoa.

Em seguida, deverá enviar para o email umlongoveraonojapao@gmail.com um comprovativo de transferência (por exemplo foto de talão multibanco ou captura de ecrã da transferência online) para que possamos registar a/as inscrição/ões.

Se não se reunir o número mínimo de inscrições não abrirá o curso, e consequentemente aqueles que se inscreveram receberão reembolso de 100% do que pagaram pela inscrição.

O valor acima indicado não é reembolsável se deixar de frequentar as aulas (desistência ou falta) pois destina-se a ser usado logo no início do curso para assegurar a professora e também para cobrir o aluguer da sala durante os sábados do mês de Julho. A organização deste programa pedagógico é 100% voluntária e sem fins lucrativos.

Esperamos que seja possível abrir este curso, mas precisamos de reunir pelo menos cinco inscrições para o fazer. Por isso agradeço desde já o passa-palavra de todos aqueles que conhecem alguém que possa estar interessado. Vamos fazer deste Verão aqueles que todos vão recordar como uma verdadeira aventura japonesa!

Aprender japonês com séries – 1

しろくまカフェ

Shirokuma Café, isto é, O Café do Urso Polar, foi originalmente criado por Aloha Higa como manga e depois adaptado a anime em 2012. Aqui iremos tratar da sua verão como série, neste caso série de animação, já que esta rubrica se dedica a conteúdos audiovisuais. Para darem uma vista de olhos ao manga, e terem uma ajuda a ler o primeiro capítulo, consultem este vídeo da Misa-san.

shirokuma cafe_1

A série parte do princípio que os animais (ou pelo menos alguns deles) vivem naturalmente entre os humanos, com um modo de falar, comportar-se e viver que é em tudo igual ao dos humanos. Sendo assim, há um certo urso polar que gere um café, localizado numa simpática casinha de madeira no meio de um jardim. O urso polar é uma personagem muito curiosa, e é precisamente a sua personalidade única e sentido de humor surpreendente que dão encanto a esta série. O urso polar simplesmente adora jogos de palavras, e gozar um pouco com os amigos ao mesmo tempo que mantem uma expressão composta e uma sobriedade genial. Outra personagem central é o pequeno urso panda, um adolescente imaturo que é obrigado a procurar um part-time pela própria mãe, que estava farta de o ver desperdiçar tempo em casa. O panda é um tanto egocêntrico e insensível, mas de algum modo nunca chega a ser detestável porque realmente é adorável na sua imaturidade. Junto com o pinguin (que tem um drama pessoal de natureza amorosa) e outros frequentadores habituais do café, a série vai mostrando o dia-a-dia deste grupo de personagens, ao qual não faltam também os amigos humanos.

Para além de ser uma série de grande qualidade gráfica, com peripécias que nunca deixam definhar o enamoramento inicial e personagens muito consistentes e em constante desenvolvimento, o maior ponto a favor do Shirokuma Café para os estudantes de língua japonesa é precisamente o facto de esta série ter sempre, em cada episódio, momentos divertidos ligados aos jogos de palavras, aos equívocos com a língua ou aos múltiplos significados das expressões japonesas. Para fãs de trocadilhos, ou para quem quer perceber os encantos sádicos do japonês, esta é a série perfeita.

Exemplo dos jogos de palavras típicos desta série – vídeo

Dependendo do nível no qual se encontra o aluno, esta série pode ser vista com legendas (existe disponível com legendas em inglês) ou sem legendas, já que os diálogos são acessíveis a um estudante em nível intermédio/avançado. Contudo, nos momentos dos trocadilhos será melhor fazer pausas e anotar os exemplos dados, para que depois se possa ir criando um caderno de estudo. Deverá notar-se também o estilo de uso da língua em personagens distintas, que têm diferentes idades e posições na sociedade. Por exemplo, o aluno poderá anotar expressões do urso panda e expressões do urso polar (fora dos momentos de humor) e “dissecar” as diferenças. Ao aparecer um outro urso – o urso pardo – existe ainda mais um exemplo contrastante. Neste caso o uso da língua japonesa pelo urso pardo é marcado pelo seu estilo de vida e incluí até alguns regionalismos.

Exemplo dos diferentes usos da língua japonesa entre os três ursos – vídeo

A série Shirokuma Café já tem uns aninhos mas nunca se desatualiza porque os temas são interessantes e intemporais: relacionamento entre indivíduos (sejam pessoas ou animais), relação entre trabalho e lazer, desafios pessoais tais como ter aulas de condução ou aventurar-se a fazer uma viagem, etc. Ao contrário de muitas outras séries de animação, as quais usam demasiadas expressões que rapidamente ficam “datadas”, quem aprende japonês com o Café do Urso Polar não corre esse risco. Quando há formas específicas de falar estas dependem mais da personagem em questão do que da data (se é a senhora doméstica de meia-idade/mãe do urso panda ou se é um rebelde roqueiro que se aventura pelo mundo de moto/urso pardo) e esse é precisamente um ponto a favor da série, já que apresenta de modo muito natural como a língua japonesa tem variações específicas para determinados grupos/indivíduos conforme o seu papel na família e na sociedade em geral. Mais uma vez, para que seja uma experiência pedagógica, o aluno deverá tirar anotações, pausando o episódio sempre que necessário, e confrontar as suas dúvidas com os seus manuais e dicionários, ou melhor ainda, com o seu professor/a de língua japonesa.

Aviso

A sessão de acolhimento para interessados nos nossos cursos e workshops, agendada para o dia 25 de Agosto, e que teria como programa de actividades o esclarecimento de dúvidas em relação às formações e o diagnóstico gratuito do nível de língua japonesa, sessão essa de entrada livre mas sujeita a pré-inscrição, encontra-se para todos os efeitos cancelada. Esta sessão não se irá realizar por não se ter atingido até hoje (23 de Agosto) o número mínimo de inscrições (3 pessoas). Esta sessão não voltará a ser agendada.

Toda a nossa oferta formativa de Estudos Japoneses em Coimbra está confirmada e irá realizar-se de acordo com o calendário previsto, a partir de 8 de Setembro. Para mais informações por favor consultar o arquivo deste blog ou contactar por email.